Review – Nintendo 64

Hora de relembrar do Nintendo 64,  o sonho de consumo de muitos gamers da segunda metade dos anos 90, principalmente dos que curtiam jogar com a galera, quem nunca trocou tiro com os amiguinhos no Goldeneye não sabe o verdadeiro significado da palavra diversão.

Nintendo 64 Review

Nintendo 64 e seus jogos

Em 1996 foi lançado o Nintendo 64, o video game foi o ultimo a usar cartuchos e fez muito sucesso, tudo graças a três coisas, a possibilidade de se jogar com quatro pessoas, o seu controle revolucionário e os seus jogos mais revolucionários ainda, coisas que fizeram o console mudar completamente a forma como os jogos eram jogados até então.

Os games do 64 tinham os gráficos mais bonitos da época e uma jogabilidade jamais antes vista quem aqui não se impressionou ao jogar Super Mario 64 pela primeira vez?

E não era apenas o Mario 64 que impressionava, logo no seu lançamento o Nintendo 64 já contava com Wave Race 64 e Pilotwings 64 mais dois jogos que também eram muito impressionantes.

Mas não parou por ai, o 64 ainda receberia outros ótimos jogos como The Legend Of Zelda: Ocarina Of Time, Star Fox 64 e Mario Kart 64, recebeu também novas franquias como Mario Party e Smash Bros séries que fazem sucesso até hoje.

É impossível falar sobre os jogos do Nintendo 64 e não citar os jogos da Rare como Goldeneye, Diddy Kong Racing, Banjo Kazooie, nesta época a empresa fazia games exclusivamente para a Nintendo, games estes que eram muito bons.

O som e as músicas dos jogos do 64 eram extremamente marcantes e viciantes as trilhas de jogos como Super Mario 64, The Legend Of Zelda: Ocarina Of Time e Banjo Kazooie ficavam na cabeça por dias.

A melhor coisa dos jogos de Nintendo 64 sem duvida era o multiplayer, o console tinha quatro entradas para controle e isso possibilitava que você jogasse com mais três amigos e jogar games como Goldeneye, Mario Kart 64 e Mario Party era uma experiência única e inesquecível.

O controle

O controle do Nintendo 64 era bem revolucionário foi o primeiro a ter um direcional analógico, uma espécie de alavanca que pode se mover 360 graus possibilitando que o jogador movesse os personagens dos jogos em todas direções, nos controles de hoje em dia estas alavancas são comuns mas na época era a novidade.

Apesar de o controle do 64 ser enorme era bem leve e tinha uma pegada ótima, além disso contava com muitos botões, cerca de 10 incluindo um gatilho, o famoso Z que era outra grande novidade.

Do lado esquerdo tinha um direcional digital idêntico ao do Super Nintendo. Na parte de cima existiam dois botões de ombro, os já famosos L e R. No meio um Start, abaixo deste botão ficava a alavanca, o Z, que era o gatilho, ficava na parte de trás do controle, exatamente de baixo do analógico.

Já do lado direito tinha seis botões, um A e um B, que eram bem grandes e mais quatro pequenos botões posicionados em cruz chamados C que geralmente serviam para mover a câmera algo parecido com o que o segundo analógico faz pelos controles dos video games atuais.

Além disso tudo, o controle do Nintendo 64 ainda contava com uma entrada para acessórios, onde você podia colocar um memory card ou um Rumble Pack, que fazia o controle tremer de acordo com o que acontecia no jogo, o jogador batia o carro em um game de corrida e o controle tremia, coisa comum hoje em dia mas revolucionaria para época.

Veredicto

O Nintendo 64 foi um dos melhores e mais revolucionários video games já criados, inovou muito ao trazer o primeiro controle a vibrar e a contar com um analógico, uma alavanca que permitia o jogador mover o personagem em qualquer direção deixando o jogador livre para ir onde quisesse.

Seu controle revolucionário somado aos seus gráficos 3D muito realistas para época fizeram o 64 ter a jogabilidade mais imersiva até então, jogos como Super Mario 64, Star Fox e The Legend Of Zelda: Ocarina Of Time além de serem ótimos mudaram a forma como os jogos eram jogados.

Como se isso tudo não fosse o suficiente o console foi o primeiro com entrada para quatro controles o que deixava a jogatina com os amigos muito mais divertida, jogar jogos como Mario Kart 64, Goldeneye e Mario Party com mais três amigos era uma das melhores experiências que um jogador poderia ter e as tardes jogando Nintendo 64 com os amigos com certeza deixaram saudades nos corações dos jogadores da época.

Jogos bons de Nintendo 64

The Legend Of Zelda: Ocarina Of Time

Goldeneye

Super Mario 64

Confira nossa galeria de imagens, clique nas fotos para ampliar

Lançado em 1996 o Nintendo 64, o video game fez muito sucesso, tudo graças a três coisas, a possibilidade de se jogar com quatro pessoas, o seu controle revolucionário e os seus jogos mais revolucionários ainda, coisas que fizeram o console mudar completamente a forma como os jogos eram jogados até então.

Anúncios

Review – Playstation

Console Playstation 1

Hoje falarei sobre o Playstation, primeiro console da Sony e segundo videogame mais vendido da história, vem comigo e juntos vamos relembrar os bons momentos que passamos jogando ele.

Playstation 1 review

Playstation de acessório a console

O Playstation mais conhecido como Playstation 1 foi o primeiro console da Sony, lançado em 1994 primeiramente no Japão e depois em 1995  na Europa e nos Estados Unidos, o Playstation vendou mais de 100 milhões de unidades e é o segundo videogame mais vendido da história.

O projeto Playstation originalmente era para ser um acessório feito em parceria com a Nintendo, acessório que seria para digamos tunar o Super Nintendo fazendo ele ser capaz de rodar jogos em CD, algo parecido com o Sega CD do Mega Drive.

Devido a alguns problemas envolvendo direitos autorais que aconteceram entre a Nintendo e a Sony a parceria entre as empresas acabou e o projeto Playstation foi cancelado.

Com o tempo a Sony decidiu retomar sozinha o projeto, com isso o tal acessório acabou se transformando em um console de 32 bits conhecido como Playstation, sem duvida uma das melhores decisões já tomadas por uma empresa quando o assunto é games já que a linha Playstation se tornou um dos produtos mais lucrativos e famosos da Sony isso se não for o mais lucrativo e famoso.

A popularidade

O Playstation foi o videogame mais popular da época e com isso foi o mais vendido da segunda metade dos anos 90, o console desbancou totalmente seus rivais, o Sega Saturno de 32 bits e até mesmo o Nintendo 64 mesmo este tendo 64 bits.

O Sega Saturno realmente era mais fraco que o videogame da Sony, já o Nintendo 64 tinha um hardware mais poderoso e gráfico melhor que o do Playstation.

Jogos, gráficos e sons

Os jogos de Playstation eram muito bons com bons gráficos e com sons melhores ainda, alguns jogos como Metal Gear Solid, Gran Turismo e Driver eram simplesmente excelentes e surpreendentes, ficaram conhecidos como verdadeiras obras primas da época.

O Playstation também ficou conhecido por ter algumas das melhores séries de jogos da época como os jogos da série Crash Bandicoot e os da série Resident Evil.

O primeiro controle

O primeiro controle do Playstation meio que seguia o layout padrão criado pelo controle do Super Nintendo, o controle do 32 bits da Sony também tinha um direcional digital do lado esquerdo, dois pequenos botões no meio, quatro botões redondos dispostos em forma de cruz do lado direito e os botões de ombro os populares L e R.

O diferencial era que o direcional digital do controle de Playstation não era em formato de cruz como o do SNES e sim quatro botões distintos entre si, o que era meio desconfortável na hora da jogatina, além disso o controle do Playstation tinha não só dois botões de ombro mas quatro o L1, L2, R1 e R2.

O Dual Shock

Como o controle do Nintendo 64 popularizou o uso do analógico e o usa da vibração a Sony teve a ideia de criar uma versão melhorada do controle do Playstation.

E assim nascia o Dual Shock, o controle que se tornou o padrão dos consoles da linha Playstation, o Dual Shock era basicamente o mesmo controle a diferença era que agora ele tinha não apenas um mas dois analógicos, que ficavam na parte inferior central do controle.

O analógico esquerdo geralmente fazia a mesma função do direcional digital enquanto o direito geralmente movia a camera, mas não parava por ai o controle Dual Shock ainda era capaz de vibrar quando você batia o carro em um jogo de corrida por exemplo e fazia isso sem precisar de nenhum acessório, já o controle do Nintendo 64 precisava do Rumble Pack para poder vibrar.

Veredicto

O Playstation foi um verdadeiro marco na industria de games, o console não era o mais poderoso de sua época mas além de ser um ótimo videogame tinha jogos não mais que épicos como Gran Turismo e Metal Gear Solid jogos estes que tornaram o 32 bits da Sony extremamente popular e fez ele se tornar o segundo console mais vendido da história.

Confira nossa galeria de imagens clique nas fotos para ampliar.

O Playstation foi lançado em 1994 vendou mais de 100 milhões de unidades, é o segundo videogame mais vendido da história e contava com jogos  como Metal Gear Solid, Gran Turismo e Driver que ficaram conhecidos como verdadeiras obras primas da época.

Falando De Games – A história de Killer Instinct

No Falando De Games de hoje você vai conhecer a história do jogo de luta Killer Instinct o reality show de artes marciais mais sangrento do mundo dos games.

A história de Killer Instinct

A história do jogo narra os acontecimentos da sétima edição do torneio Killer Instinct, mas para entender a história do jogo devemos começar a contar ela do começo (serio!?).

A milhares e milhares de anos atrás.

Tudo começou a milhares de anos quando, o mundo estava totalmente mergulhado no caos e na guerra, tudo por causa de uma disputa entre duas criaturas muito poderosas, dois grandes senhores da guerra.

Esta disputa, durou muitos e muitos anos, e destruia o mundo cada vez mais, a destruição só acabou quando, um grupo de heróis, se uniu e juntos conseguiram derrotar e selar os dois senhores de guerra na escuridão do Limbo.

Em um futuro nem tão distante.

Milhares de anos depois em um futuro não muito distante do nosso tempo, o mundo caiu novamente no caos e na guerra, desta vez, algumas mega corporações, que passaram a dominar o mundo, disputam entre si o controle global, dentre estas corporações uma se destaca, a Ultratech.

A Ultratech ganha rios e rios de dinheiro, vendendo armas para as outras corporações guerrearam entre si, com certeza quando, estas corporações destruírem umas as outras, a Ultratech, não só pretende, mas vai conseguir dominar o mundo.

O torneio Killer Instinct.

Além de fabricar armas, a Ultratech é a dona do maior fenômeno televisivo que o mundo já viu, o torneio de artes marciais chamado Killer Instinct, um reality show extremamente sangrento, estilo um UFC, onde não só pode, como se deve matar o adversário.

O vencedor ganha o direito de pedir o que quiser para a Ultratech, o problema é que ao vencerem os lutadores percebem que a Ultratech não é nada confiável, assim como acontece com o Lobisomem Sabrewulf, que ao vencer a quarta edição do torneio, pediu a cura da sua maldição, Sabrewulf não foi curado e ainda serviu de cobaia para experimentos.

Na verdade o torneio não passa de uma desculpa para a Ultratech testar suas armas, tecnologias e cobaias, como o andróide Fulgore, o híbrido de homem com dinossauro Riptor e Spinal o guerreiro ressuscitado por uma tecnologia desconhecida.

Os heróis e a volta de um dos senhores de guerra.

Além destas armas secretas, que a Ultratech pretende usar nesta edição do torneio, Killer Instinct, ela ainda tem Eyedoll, um dos senhores de guerra que a Ultratech conseguiu tirar do Limbo.

Orchid, a gostosona do torneio (sempre tem uma gostosona) é uma agente secreta que se infiltrou no torneio para desmascarar a Ultratech.

Orchid se juntou a Jago, um monge, T.J Combo, um lutador de boxe e Thunder, um guerreiro indígena. Juntos eles terão que não só acabar com a Ultratech como derrotar Eyedoll.

Leia nossa review completa sobre Killer Instinct clicando aqui.

A Ultratech ganha rios e rios de dinheiro, vendendo armas além disso é a dona do maior fenômeno televisivo que o mundo já viu, o torneio de artes marciais chamado Killer Instinct, que na verdade não passa de uma desculpa para a Ultratech testar suas armas,como o andróide Fulgore por exemplo.

As melhores trilhas sonoras dos games #03 – Tony Hawk Pro Skater

No falando de games de hoje vou falar da trilha sonora de Tony Hawk Pro Skater o game que revolucionou a maneira como os jogos de esportes radicais eram feitos.

tony-hawks-pro-skater-usa

Tony Hawk Pro Skater

Lançado em setembro de 1999 pela Activision para Playstation e depois de alguns meses também para Nintendo 64 e Dreamcast, Tony Hawk, foi um sucesso absoluto, o game simplesmente revolucionou a maneira como se fazia jogos de esportes radicais.

Antes de Tony Hawk os jogos de Skate, BMX e afins eram totalmente horríveis, sem graça e com jogabilidade no mínimo escrota, Tony Hawk conseguiu mudar isso completamente trazendo uma jogabilidade simples, porem muito divertida, eficaz e intuitiva, jogabilidade esta que se tornou padrão para os jogos de esportes radicais lançados após o mesmo, como Dave Mirra Pro BMX e Aggressive Inline.

Além de uma ótima jogabilidade o jogo tinha gráficos muito bons pra época e um som absurdamente realista, o som das rodinhas do seu Skate chegava até a mudar de acordo com a superfície que você andava.

tony-hawk

O jogo contava com nove fases bem diferentes entre si e 10 Skatistas profissionais pra você escolher incluindo o brasileiro Bob Burnquist, um dos grandes nomes do Skate, e a lenda Tony Hawk que emprestou seu nome ao game e não foi à toa, já que ele esta para o Skate, assim como o Pelé esta para o futebol.

Trilha sonora

Mesmo com estas inúmeras qualidades o que chamava mesmo a atenção pro game era sua trilha sonora épica, composta por bandas como Goldfinger, Suicidal Tendencies e outros nomes do Hardcore, Punk e Hip Hop, a trilha conseguia transmitir com perfeição a sensação do mundo dos Skatistas, mesmo com apenas 10 musicas é sem duvida umas das melhores trilhas já feitas até hoje e você tem por obrigação ouvi-la, abaixo segue a lista com todas as 10 musicas do game.

The Suicide Machines – “New Girl”

Goldfinger – “Superman”

Speedealer – “Screamer/Nothing to Me”

Dead Kennedys – “Police Truck”

Primus – “Jerry Was a Race Car Driver”

Unsane – “Committed”

The Vandals – “Euro-Barge”

Suicidal Tendencies – “Cyco Vision”

Even Rude – “Vilified”

The Ernies – “Here & Now”

Tony Hawk chegou trazendo uma jogabilidade simples, porem muito divertida, eficaz e intuitiva, jogabilidade esta que se tornou padrão para os jogos de esportes radicais, o que mais chamava a atenção pro game era sua trilha sonora épica, composta por bandas como Goldfinger, Suicidal Tendencies e outros nomes do Hardcore, Punk e Hip Hop.

Curtam nossa pagina no Facebook

https://www.facebook.com/AnimeDestructio

As melhores trilhas sonoras dos games #02 – Need For Speed Underground

Continuando a série das melhores trilhas sonoras dos games vou falar da lendária trilha do Need For Speed Underground.Need-for-Speed-Underground-1-Free-Download-PC-Game

Need For Speed Underground

Em outubro de 2003 se aproveitando da popularidade dos filme Velozes E Furiosos (2001)  a EA lançou Need For Speed Underground, para Playstation 2, Xbox e Game Cube, Underground foi o primeiro Need com a temática tuning, trocando os carros luxuosos já característicos da serie por carros tunados no melhor estilo dos de Dominic Toreto e sua turma.

Underground chegou com jogabilidade e gráficos jamais vistos em um game de corrida até então, com cerca de 20 carros de diversas marcas como Nissan, Honda, Mitsubishi, entre outras, carros estes que poderiam ser totalmente tunados e personalizados.

need-for-speed-underground-3

Sucesso de vendas e trilha sonora

O game era muito bom e fez um imenso sucesso vendendo mais de 1 milhão de copias e foi sem duvida um dos melhores se não o melhor Need For Speed lançado até hoje, um dos grandes atrativos do game era sua trilha sonora que era composta por musica eletrônica, Hip Hop e Rock, as musicas parecem ter sido escolhidas a dedo e passam todo aquele clima “velozes e furiosos” que o jogo propunha.

Algumas musicas como Get Low de Lil Jon & the Eastside Boyz, que tocava na tela titulo, Who Who do Dilated People, que tocava enquanto estávamos tunando nosso carro, Out Of Control do Rancid e Fuel do Quarter, que tocavam durante as corridas, simplesmente entravam na sua cabeça e não saiam mais, a trilha é muito boa e vale muito a pena ouvi-la, além destas musicas que citei a trilha ainda tinha grandes nomes da musica eletrônica, do rock e do Hip Hop, como Asian Dub Foudation, Rob Zombie e T.I.

Need For Speed Underground chegou com jogabilidade e gráficos jamais vistos em um game de corrida até então, com carros que poderiam ser totalmente tunados e personalizados, um dos grandes atrativos do game era sua trilha sonora que era composta por musica eletrônica, Hip Hop e Rock.