Review – Super Nintendo

Na review de hoje eu e você vamos relembrar do Super Nintendo e dos bons momentos que passamos jogando os jogos dele.

O 16 bits da Nintendo

O videogame de 16 bits da Nintendo foi lançado no começo dos anos 90 primeiramente no Japão com o nome de Super Famicom, fez um grande sucesso  logo foi lançado em outros lugares do mundo como Estados Unidos, Europa e America Do Sul lugares onde ficou conhecido como Super Nintendo.

A guerra contra o Mega Drive

O Super Nintendo chegou em 1990 e veio para competir com o Mega Drive da Sega, ambos protagonizaram uma das se não a maior disputa já vista pela liderança do mercado de games, disputa esta que durou até meados dos anos 90, gerou os primeiros fanboys do mundo dos jogos se transformando em uma verdadeira guerra.

No começo o Super  Nintendo levou a pior principalmente nos Estados Unidos onde o Mega Drive era conhecido como Sega Genesis e já fazia muito sucesso, mas a chegada de títulos exclusivos da Nintendo como The Legend Of Zelda: A Link To The Past, Star Fox e Super Mario Kart jogos que mostravam a superioridade do hardware do SNES perante o do Mega fez com que a Nintendo ultrapassasse a Sega novamente voltando assim a dominar o mercado.

No Brasil

Em 1993 a Playtronic uma empresa da Estrela e da Gradiente trouxe o Super Nintendo oficialmente ao Brasil o console ficou bem popular e era fabricado em Manaus.

Gráficos, sons e jogos

O hardware do Super Nintendo sozinho já era capaz de gerar gráficos excelentes porem alguns cartuchos como Super Mario Kart, Star Fox e Yoshi Island contavam com chips especiais que serviam para digamos tunar os gráficos do console dando a estes jogos efeitos e ou funções gráficas exclusivas.

Os jogos exclusivos para Super Nintendo costumavam ser muito bonitos e divertidos alguns games como Donkey Kong Country, Killer Instinct e Super Mario Rpg eram tão bonitos e polidos que pareciam ser de consoles de 32 bits.

Além dos jogos exclusivos o Super Nintendo contava com outros ótimos games como Mortal Kombat, Nba Jam e Street Fighter 2.

Os sons do Super Nintendo também eram muitos bons algumas músicas como as que tocavam em Super Mario World ou o tema de Killer Instinct eram extremamente marcantes, certas trilhas sonoras do console foram consideradas verdadeiras obras primas a trilha sonora de Donkey Kong Country 2 é um exemplo.

O controle

O controle do Super Nintendo parecia ter sido feito para quem tem mãos pequenas, fora este pequeno probleminha, era um controle ótimo, mesmo pequeno conseguia ser bem resistente raramente quebrava, tinha uma pegada boa e confortável o que deixava a jogabilidade muito eficaz com ele você podia passar o dia todo jogando sem sentir dores ou desconforto.

Do lado esquerdo o controle tinha um grande direcional digital, no meio tinha dois botões, Start e Select, na parte direita o controle contava com quatro botões redondos, A, B, X e Y, estes botões eram posicionados em forma de cruz.

A principal novidade do controle de Super Nintendo foi a adição do L e R os famosos botões de ombro, ficavam na parte de cima do controle e geralmente serviam para mover a câmera ou para funções especiais nos jogos.

Os botões posicionados em forma de cruz e os botões de ombro se tornariam o padrão da industria, são usados nos controles dos consoles até hoje e podem ser vistos tanto no Playstation 4 quanto no Xbox One.

Veredicto

O Super Nintendo é sem duvida o melhor 16 bits da história, o console era capaz de ter gráficos e sons muito melhores que seu rival da época que era o Mega Drive, muitos títulos foram lançados simultaneamente para ambos mas as versões dos jogos no console da Nintendo sempre eram bem superiores as versões do videogame da Sega, Sunset Riders é um bom exemplo do quanto as versões Super Nintendo dos jogos eram superiores as versões do Mega Drive.

Com jogos como Super Mario World, The Legend Of Zelda: A link To The Past, Mario Kart e Donkey Kong Country o Super Nintendo não só desbancou o Mega Drive e dominou o mercado como também revolucionou o mundo dos games.

Jogos bons do Super Nintendo

Super Mario Kart

Donkey Kong Country

The Legend Of Zelda: A Link To The Past

Confira a galeria de imagens, clique nas fotos para ampliar

O 16 bits da Nintendo foi lançado no começo dos anos 90 primeiramente no Japão com o nome de Super Famicom,  logo foi lançado mundo a fora onde ficou conhecido como Super Nintendo,  é sem duvida o melhor 16 bits da história, o console era capaz de ter gráficos e sons muito melhores que seu rival da época que era o Mega Drive e por isso dominou o mercado de games até meados dos anos 90 quando foi desbancado pelos consoles de 32 bits.

Especial Cosplay – Mai Shiranui

O Especial Cosplay hoje é com a Mai Shiranui a ninja mais sedutora do mundo dos games.

Mai Shiranui

Mai Shiranui é uma personagem feminina criada pela SNK a mesma empresa responsável por dar vida ao console lendário o Neo Geo.

Dona de peitos enormes Mai é uma ninja bem gostosona, uma mulher extremamente bonita e sedutora, usa roupas que mostram bastante o corpo principalmente as pernas e os seios.

A polêmica dos seios que balançam

Os seios da personagem costumavam balançar bastante durante as lutas o que chamou bastante atenção dos jogadores da época e os deixou babando por ela, a movimentação dos seios dela chegou inclusive a ser censurada sendo totalmente removida na versão americana de alguns jogos que ela aparece.

Jogos com a Mai

A primeira aparição de Mai foi no game de luta Fatal Fury 2, onde ajuda seu noivo Andy Bogard e seu cunhado Terry Bogard a derrotar o vilão, depois disso ela fez aparição nos demais games da série Fatal Fury, em outros jogos da SNK como The King Of Fighters e até em jogos da Capcom como Capcom VS SNK.

Os cosplays

Mai Shuranui além de ser uma das personagens femininas mais amadas, conhecidas e desejadas do mundo dos games é uma das escolhas preferidas das mulheres quando o assunto é fazer cosplay até a Sabrina Sato já fez cosplay de Mai.

Confira nossa galeria de imagens, clique nas fotos para ampliar

Mai Shiranui é uma personagem da SNK, uma ninja bem gostosona, extremamente bonita e sedutora, usa roupas que mostram bastante o corpo,  além de ser uma das personagens mais amadas, conhecidas e desejadas do mundo dos games é uma das escolhas preferidas das mulheres quando o assunto é fazer cosplay.

Review – Mega Drive

Na review de hoje falarei do Mega Drive o 16 bits da Sega que é eterno rival do Super Nintendo.

Mega Drive

Criado pela Sega no final dos anos 80 o Mega Drive é um console de 16 bits, foi o grande rival do Super Nintendo, durante a primeira metade dos anos 90 ambos protagonizaram uma verdadeira guerra pela liderança do mercado de games.

Inicialmente lançado em 1988 no Japão o Mega Drive fez bastante sucesso, tanto é que em 1989 já estava sendo lançado nos Estados Unidos onde ficou conhecido como Sega Genesis e fez um sucesso ainda maior, em 1990 o console chega ao Brasil e a Europa lugares onde também ficou bem popular

No Brasil

Assim como aconteceu com o Master System, o Mega Drive também foi um verdadeiro sucesso aqui no Brasil e mais uma vez grande parte deste sucesso só aconteceu graças ao ótimo trabalho da Tec Toy que sempre representou a Sega muito bem no pais.

Gráficos e som

O Mega Drive tem jogos muito bons, os gráficos deles apesar de muitas vezes serem visualmente inferiores aos jogos do Super Nintendo pareciam rodar em uma taxa de frames maior (Sonic que o diga).

Os gráficos em alguns jogos eram extremamente bonitos e coloridos, chegando as vezes a surpreender de tão belos como acontecia em Scooby Doo Mystery, sem contar os sons dos jogos que eram ótimos, quem não se lembra da trilha viciante de Out Run e Moonwalker.

Sonic e outros jogos

Em 1991 foi lançado Sonic The Hedgehog um dos seus melhores se não o melhor jogo que o Mega Drive teve, o game fez tanto sucesso e Sonic era tão carismático que em pouco tempo o personagem se tornou o novo mascote da Sega substituindo o Alex Kidd, depois disso tudo Sonic The Hedghog passou a ser o jogo que vinha na caixa junto com o Mega Drive quando você o comprava.

Os jogos da Sega para Mega Drive como Golden Axe e Streets Of Rage sem duvidas eram os melhores do console mas ao contrario do que aconteceu com o Master, o Mega teve vários jogos de outras produtoras de games bem famosas da época, como Capcom e Midway, o Mega chegou até a ter jogos brasileiros como O Show Do Milhão.

O controle

Apesar de conseguir cumprir bem seu papel o primeiro controle do Mega Drive era apenas razoável, do lado esquerdo ele tinha um direcional digital que ficava em cima de uma espécie de disco, do lado direito ele tinha quatro botões um comprido e pequeno Start e três grandes botões redondos logo abaixo o A ,o B e o C.

Como o primeiro controle do Mega era meio grande demais, com um direcional digital meio impreciso e com poucos botões a Sega decidiu fazer um melhor.

O segundo controle do console era levemente menor, mais leve e tinha um direcional digital bem melhor, as duas principais diferenças eram que o Start agora estava no meio do controle e tinha mais três pequenos botões redondos, o X, o Y e o Z, estes que ficavam em cima do A, do B e do C..

O controle com seis botões e o direcional digital melhorado facilitava muito a jogabilidade em alguns jogos, principalmente nos de luta estilo Street Fighter e Mortal Kombat que eram extremamente populares naquela época.

Veredicto

O Mega é um ótimo console com jogos muito bonitos e divertidos é sem duvida um dos melhores videogames de todos os tempos e merece ser jogado, apesar de ser tecnicamente inferior ao seu rival da Nintendo, tinha jogos  tão incríveis que conseguiu disputar de igual para igual com o Super pelo mercado de games da época, ambos chegaram a travar uma verdadeira guerra pela liderança do mercado, guerra esta que só teve fim com a chegada da geração de consoles com 32 bits em meados dos anos 90.

Jogos bons do Mega Drive

Sonic The Hedgehog

Scooby Doo Mystery

Streets Of Rage

Confira nossa galeria de imagens, clique nas fotos para ampliar

O Mega Drive é um console de 16 bits, foi o grande rival do Super Nintendo, lançado em 1988 no Japão fez bastante sucesso, tanto é que em 1989 já estava sendo lançado nos Estados Unidos onde ficou conhecido como Sega Genesis e fez um sucesso ainda maior, em 1990 o console chega ao Brasil, foi um verdadeiro sucesso por aqui, sucesso este que durou até meados dos anos 90 quando chegaram ao pais os consoles de 32 bits.

Musa Nerd #13 – Pietra Príncipe

O Musa Nerd de hoje vai ser com a brasileira Pietra Príncipe, ela não é bem uma musa e sim uma rainha, a rainha dos nerds.

Pietra Príncipe

Pietra Príncipe é uma bela loira de trinta e poucos anos, dona de grandes e belos olhos com um olhar extremamente sedutor ela tem um rosto que apesar de ter traços angelicais é bem provocante.

A loira tem um corpo muito bonito, que para nossa alegria a mesma adora mostrar nas redes sociais, falando em mostrar o corpo ela já chegou inclusive a posar na Playboy.

Além de bela a loira é bem inteligente, se diz nerd, chegou a dublar um personagem do RPG online Allods, não é para menos que é considerada a rainha dos nerds, formada em design de moda trabalhou por anos como maquiadora.

Pietra ficou famosa ao começar a trabalhar como uma das apresentadoras do programa Papo Calcinha do canal Multishow, programa onde um grupo de mulheres fala sobre sexo e de suas experiências sexuais abertamente, por ser uma das  mais irônicas e sem papas na língua do grupo, ela acabou sendo a que mais se destacou.

Confira nossa galeria de imagens, clique nas fotos para ampliar.

Pietra Príncipe é considerada a rainha dos nerds, uma bela nerd loira de trinta e poucos anos, ficou famosa ao começar a trabalhar como uma das apresentadoras do programa Papo Calcinha a mesma se diz nerd, chegou a dublar um personagem do RPG online Allods e já posou na Playboy.

Review – Master System

Hoje vou falar do Master System o 8 bits da Sega conhecido como o eterno rival do Nintendinho o 8 bits da Nintendo.

mastersystem

De Mark III para Master System

O Master System é um console da Sega, lançado para tentar disputar mercado com o Nintendo Entertainment System chegou no final de 1985 primeiramente no Japão com o nome  de Sega Mark III.

O Sega Mark III apesar de ser um console tão bom quanto o Famicom / NES não teve assim tanto sucesso no Japão grande parte disso se deve ao fato de que a maioria das grandes criadoras de jogos da época terem contrato de exclusividade assinado com a Nintendo e só poderem lançar jogos para o Nintendinho.

Por isso o Mark III ficou dependendo apenas dos jogos lançados pela própria Sega, mesmo estes jogos sendo muito bons, isso foi uma tremenda desvantagem para o console que acabou ficando para trás. Algum tempo depois a Sega resolve lançar seu console mundialmente, para isso muda seu design e passa a chamar ele de Master System.

mark_iii-04_small

Master System pelo mundo

O Master System  não conseguiu fazer o sucesso que a Sega esperava nos Estados Unidos onde assim como no Japão o Nintendinho já era líder.

O console só conheceu o que era sucesso de verdade quando chegou a Europa  e a Austrália lugares onde finalmente teve jogos de outras produtoras e se tornou bem popular.

O pais onde o Master System fez mais sucesso foi aqui no Brasil onde ele tem uma versão moderna e é vendido até hoje.

mastersystem3tectoyfotocl4

No Brasil

O console chegou por aqui em 1989 como na época o Nintendinho ainda não tinha sido lançado no pais, os maiores rivais do Master System por aqui foram o Dynavision II da Dynacom e o Phantom System da Gradiente, que na realidade não passavam de clones do Nintendinho.

O sucesso do Master System no Brasil se deu graças a Tec Toy, representante da Sega por aqui, e as campanhas de marketing e serviços que ela mantinha no pais como a Hot Line, um numero de telefone que você podia ligar e pedir dicas e códigos para os jogos do console, o Master System chegou inclusive a ter jogos brasileiros, Mônica No Castelo Do Dragão é um exemplo.

alex-kidd-tela-titulo

Jogos, gráficos e sons

Os jogos do Master System eram muito bons e divertidos, tinham gráficos muito bonitos e chamavam muita atenção principalmente pela parte sonora, os jogos da Sega eram sem duvida os que tinham umas das melhores trilhas sonoras da época.

O primeiro jogo do Master System a fazer sucesso foi o Alex Kidd In Miracle World, tanto que o Alex Kidd se tornou o primeiro mascote da Sega posto este que hoje é ocupado por ninguém mais ninguém menos que o Sonic.

Os jogos bons do Master System em sua grande maioria eram versões dos fliperamas da Sega, como After Burner, Hang On e Out Run.

mastersystem-1

O controle

O primeiro controle do Master System era retangular e extremamente simples, bem parecido com o de NES.

A diferença era que do lado esquerdo em vez de ter um direcional em forma de cruz tinha um  em forma de quadrado que possibilitava movimentos em seis direções já o lado direito tinha apenas dois botões como no NES.

O controle apesar de ter poucos botões e ser bem feio cumpria seu papel proporcionava uma jogabilidade simples e eficaz.

segmssw

Veredicto

O Master System era tão bom quanto seu rival NES, só não conseguiu ter o mesmo sucesso por causa que grande parte das produtoras de games da época tinham contrato de exclusividade com a Nintendo e só lançavam jogos para ela, isso fez com que o Master System ficasse dependente apenas do jogos da Sega e acabasse tendo uma biblioteca de jogos menor que a do NES isso acabou deixando o console em segundo lugar.

Apesar dos pesares o Master System é um console que deve sim ser jogado fez muito sucesso na Europa, Austrália e no Brasil tem  jogos excelentes, com gráficos bonitos, ótimos sons e controles simples que proporcionavam uma experiência de jogo divertida e eficaz.

Jogos bons de Master System

Alex Kidd In The Miracle World

Castle Of Illusion

Out Run

Confira nossa galeria de imagens, clique nas fotos para ampliar.

Lançado em 1985 o Master System veio para disputar mercado contra o NES, apesar de ser um console tão bom quanto o seu rival acabou não tendo assim tanto sucesso no Japão nem nos Estados Unidos, o Master System foi extremamente popular tanto na Austrália quanto na Europa, mas o pais onde o console fez mais sucesso foi aqui no Brasil onde tem uma versão moderna e é vendido até hoje.