Review – Donkey Kong Country 3


Hoje vamos relembrar de Donkey Kong Country 3, o ultimo game da trilogia e um dos últimos grandes títulos de Super Nintendo.

dkc3_snes_boxart

Donkey Kong Country 3.

O ano era 1996, o Nintendo 64 acabava de ser lançado e Donkey Kong Country 3 chegava ao Super Nintendo, como que, um suspiro final para os 16 bits da Nintendo.

Sabe aquele ataque final, que o assassino, da nos filmes de terror antes de morrer de vez? Então Donkey Kong Country 3 é o ataque final do Super Nintendo.

Apesar de ter tido menos vendas, de ter alguns defeitos e de ser considerado o pior dos 3 Donkey Kongs da trilogia Country, o terceiro game da série esta longe de ser ruim.

maxresdefault

Viagem ao Kremisferio Norte, rapto e os pássaros banana.

Após a derrota de K.Rool e seus capangas em Donkey Kong Country 2, Donkey e Diddy decidem fazer uma viagem até o Northern Kremisfer para comemorar sua vitoria.

Como a dupla demorou muito para voltar, Dixie, resolveu ir atrás deles, lá encontra seu primo Kiddy e descobre que o robô Kaos,  novo líder dos Kremlings, além de ter raptado Donkey e Diddy, aprisionou os pássaros banana.

Kaos na verdade é controlado via controle remoto, por ninguém mais, ninguém menos que K.Rool, que agora virou barão, e atende pelo nome de K.Roolenstein.

Agora cabe a Dixie e seu primo Kiddy, derrotarem, Kaos, K.Roolenstein e seus capangas para assim resgatarem Donkey, Diddy e os pássaros banana.

donkey-kong-country-3-snes-1

Jogabilidade já consagrada.

Em Donkey Kong 3 a jogabilidade continua praticamente a mesma que consagrou a série Country, você controla dois macacos, pode trocar entre eles a qualquer momento ao apertar um botão e mata os inimigos pulando em cima deles ou atirando barris.

E como acontecia em Donkey Kong 2, você pode fazer seu parceiro subir em suas costas para arremessar ele em plataformas ou nos inimigos, mas agora esta função tinha um detalhe a mais.

O detalhe era o, de que, quando Kiddy, que era mais pesado, subia nas costas de Dixie, ela ficava lenta, pulava baixo e conseguia arremessar ele a distancias bem pequenas, já quando Dixie, que era mais leve, subia nas costas de Kiddy, ele se movia praticamente normal e podia arremessar ela a grandes distancias.

elliecountry3

Inimigos e amigos.

Para variar os inimigos principais continuavam sendo os Kremlings, os crocodilos capangas de K.Rool, mas Northern Kremisfer tinha outras criaturas nada amigáveis, como as abelhas robóticas, os ratos gigantes e os peixes palhaços, três do inimigos mais comuns do jogo.

Os animais carona também estão presentes no game, Enguarde, o peixe espada, Squawks, o papagaio e Squiter a aranha estão de volta.

Além destes 3, você ainda podia contar com a ajuda da novata Ellie, a elefante, que pode jogar água ou atirar barris com a tromba, o que era bem útil,  porem, sempre tem um porem, Ellie morre de medo de ratos e toda vez que via um saia correndo.

Moeda, moeda e mais moeda.

Donkey Kong 3 também contava com o esquema dos três tipos de moedas, as moedas bananas, encontradas facilmente nas fases, que servem para pagar tanto pelos serviços da família Kong, quanto pelos da família urso.

As moedas bônus, encontradas nas zonas bônus, que serviam para abrir as fases do mundo secreto.

As moedas DK,  agora eram protegidas por um inimigo, deixaram de ser pura ostentação e passaram a servir de pagamento para se comprar o helicóptero de Funky Kong, o veiculo final do game.

33499-donkey_kong_country_3_-_dixie_kongs_double_trouble_usa_enfr-9

Duas famílias são melhores que uma.

Agora além da família Kong, contávamos também com a família urso, que nos vendia ou trocava itens fundamentais para o avanço no jogo.

A família Kong conta novamente com Wrinkly Kong, que além de salvar o jogo, passava o dia jogando seu Nintendo 64 e tomando conta dos pássaros banana que você resgatava.

Cranky Kong e Swanky Kong trabalhavam juntos em uma barraquinha, estilo aquelas de festa junina, onde você podia apostar contra Cranky em um jogo bem divertido de tiro ao alvo com bolinhas.

E por ultimo mas não menos importante, tínhamos Funky Kong, que agora tinha uma função muito importante, fornecer os veículos, que você usa para se locomover no mapa principal do game.

kaos

Veredicto.

Se o game é bom, por que vendeu menos?

Muito desta falta de vendas de Donkey Kong 3 foi devido aos jogadores não terem dado a devida e merecida atenção ao game, alguns jogadores da época se quer se deram a chance de jogar este ótimo game.

Em 1996, os olhares e interesse da galera já estavam virados para a novidade da Nintendo, seu Nintendo 64, que além de ostentar 4 vezes mais poder que o já praticamente morto Super Nintendo, ostentava também o Super Mario 64, um dos melhores, mais bonitos e revolucionários  games da época.

Defeitos.

Um dos principais defeitos de Donkey Kong 3 foi sua trilha sonora, não que ela fosse ruim, mas era muito inferior a trilha dos dois primeiros games da série.

Apesar disso, mesmo assim tinha algumas músicas bem marcantes, como a dos irmãos urso e a Wrinkly 64, que tocava quando a Wrinkly Kong jogava, Nintendo 64.

Outra coisa que estava bem inferior aos outros games era a beleza do fundo das fases que estava bem menos detalhado que nos games anteriores.

Para finalizar os digamos defeitos do game, tinha a volta de um macaco lento, pouco ágil e com saltos ruins, o que fez a jogabilidade ficar um pouco mais complicada que em Donkey Kong 2.

Desta vez o macaco ruim,não era o Donkey Kong e sim o Kiddy Kong, primo de Dixie Kong, muitos jogadores reclamaram que se fosse para ter um personagem ruim de jogar, que pelo menos ele fosse o Donkey.

tela-intro-dk3

Qualidades.

A principal qualidade do jogo era a maneira como você podia se mover no mapa, você tinha veículos, no caso barcos, e era livre para ir para onde quisesse com eles.

Algumas partes e mundos do mapa só era acessíveis com certos veículos, estes veículos eram liberados ao se derrotar os chefes, que sempre deixavam uma peça, que você levava até a oficina do Funky Kong e ele montava um veiculo novo para você.

Outro ponto bem legal do jogo eram os chefes, não eram tão difíceis como os de Donkey Kong 2, mas as batalhas com eles eram bem variadas e divertidas, como a contra o boneco de neve que você vencia jogando bolas de neve nele.

Considerações finais.

Apesar dos pesares, que nem pesão tanto assim, Donkey Kong Country 3, pode até ser considerado o pior dos três games da série, mas é um dos melhores jogos de Super Nintendo e é muito digno de ser jogado, então jogue já.

Donkey Kong Country 3 chegou como o suspiro final de vida do Super Nintendo, apesar de ter tido menos vendas, de ter alguns defeitos e de ser considerado o pior dos 3 Donkey Kongs da trilogia Country, o terceiro game da série esta longe de ser ruim.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s